Autor admintravel

poradmintravel

Como funcionam os Programas de Milhas?

Uma das estratégias que as empresas adotam para fazer com que seus clientes voltem a comprar ali é oferecendo vantagens para essas pessoas. Esses são os programas de fidelização, e no caso das empresas aéreas chamados de programas de milhas.

O intuito é o mesmo dos descontos, ofertas, brindes e outros benefícios oferecidos por empresas e lojistas: fidelizar os clientes. Oferecendo algo mais do que a concorrência então a tendência é de que essa pessoa sempre volte a comprar ali.

E hoje vou explicar como funcionam esses programas de milhas e como você pode participar deles, além, é claro das vantagens que terá com isso. Continue lendo!

Entendendo os programas de milha

Como dito, os programas de milhas foram criados para fidelizar os clientes de empresas aéreas. Ou seja, para estimular que eles sempre viagem por meio delas e utilizem os seus serviços. E a vantagem que o consumidor leva é acumular pontos ou créditos.

Cada vez que a pessoa utiliza os serviços da companhia aérea ela ganha pontos que vão sendo somados e registrados em seu cadastro. Assim, quando consegue acumular uma determinada quantidade de milhas (seus créditos) ela pode trocar por algo de seu interesse.

Essa troca pode ser feita de acordo com aquilo que foi estabelecido pela empresa aérea. Pode ser uma passagem nacional ou internacional, produtos de lojas parceiras ou serviços oferecidos também pelas lojas que têm parceria com a companhia.

Assim, quanto mais alguém viaja com determinada empresa, mais pontos acumula. É interessante para essa pessoa, que ao final terá uma recompensa por isso, e também para a empresa, porque oferecendo uma vantagem para seu cliente as chances de ele mudar de companhia são menores.

Como participar de um programa de milhas?

Não é nada complicado participar de um programa de milhas, porque basta aderir a ele por meio de um cadastro. Geralmente ele é feito no site da empresa aérea, onde você fornece seus dados e um código é gerado.

Ao utilizar os serviços da empresa esse código deve ser fornecido, para que os pontos referentes a sua compra sejam creditados em sua conta. É possível acompanhar a sua milhagem no site da empresa e saber onde e até quando pode utilizar esses créditos.

Os programas de milhas variam para cada empresa, seja na quantidade de créditos oferecidos, também na organização em categorias e ainda naquilo em que o consumidor pode trocar essas milhas acumuladas.

É interessante e vantajoso fazer parte de um programa como esse, porém antes de aderir a um deles vale a pena ler tudo sobre cada um para definir qual é o melhor para si mesmo. Afinal, como dito, eles variam para cada empresa.

Mas além de observar vantagens do programa de milhas veja também a qualidade dos serviços da empresa. Oferecer vantagens não é suficiente, é preciso que a companhia também tenha um comprometimento e respeite o seu cliente.

Assim você sempre viajará tranquilo e ainda será recompensado por preferir os serviços de uma determinada companhia.

poradmintravel

O que fazer em sua viagem para a Tailândia

Sua próxima viagem será para a Tailândia? Bem, se não era, depois de você ler este artigo com certeza será! Afinal, quem nunca teve vontade de conhecer esse país cheio de belezas, de festas marcantes, cultura e gastronomia tão diferente da nossa?

Localizada na Ásia, a Tailândia despeará a curiosidade dos turistas, mas se você for para lá, não se esqueça de tomar a vacina contra a febre amarela e também saiba que os melhores meses para o turismo são entre Novembro e Fevereiro, quando não chove muito.

Dito isso, que tal conhecer algumas atrações imperdíveis e ainda saber o que comer por lá? Vem comigo que eu conto tudinho pra você!

Gastronomia tailandesa

Antes de qualquer coisa quero lhe falar sobre a comida tailandesa que é para você já ficar esperto antes de pedir tudo o que vir pela frente. A comida por lá tem muita pimenta e condimentos, então, antes de ficar tentado em comer aquele prato lindo, pergunte se ele tem pimenta, caso você não goste.

Os pratos são a base de leite de coco, arroz, curry, especiarias e pimenta. Para quem vai saborear delícias em barraquinhas de rua encontrará muito milho, frango frito e batatas. Os insetos como escorpiões e aranhas já não fazem mais parte do cardápio, e são mais uma atração para os olhos.

Experimente delícias como:

Pad Thai: macarrão de arroz frito com molho adocicado, broto de feijão, ovo, amendoim, tofu e carne.

Noodles: sopa bem temperada de macarrão ou de arroz, com legumes e carne.

Fried Rice: arroz frito com molho adocicado, legumes, carnes ou frutos do mar, pode vir servido dentro de um abacaxi.

Green Curry: creme à base de curry servido com frango, camarão, vegetais ou carne de porco.

Refogados com arroz: mais suave, são legumes refogados com a carne e servidos com arroz.

Bem alimentado? Agora é hora se seguir viagem!

Ayutthaya

E 1760 era a maior cidade do mundo, e foi a capitão de Sião por 400 anos. Um dos mais belos templos é o Wat Mahathat, onde está a cabeça de uma estátua de Buda envolta em raízes.

Bangkok

Não há como não visitar Bangkok, e você vai querer conhecer o templo Wat Pho, onde está a estátua do Buda Inclinado, que tem quase 50 metros. Mas também há outros templos e palácios belíssimos por lá.

Ilhas Phi Phi

Lembra-se do filme “A Praia”, com Leonardo di Caprio? Então tenho certeza de que você vai querer visitar o local das gravações! E fica na ilha Phi Phi Leh, uma reserva ambiental sem estrutura para turistas, onde só dá para acampar!

Khao Phing Kan

E já que estamos falando de cinema, por que não visitar também Khao Phing Kan? Hoje conhecida como Ilha James Bond, foi ali que aconteceu a filmagem de 007 contra o Homem com a Pistola de Ouro.

Chiang Mai

É a segunda maior cidade da Tailândia e foi erguida dentro de uma enorme muralha. Fora dessa proteção é possível conhecer templos budistas, andar de bicicleta e fazer rafting. Nos arredores de Chiang Mai fica a tribo das mulheres-girafa.

Massagem tailandesa

Cansou de andar? Então que tal relaxar com a famosa massagem tailandesa? Além de ser maravilhosa é muito barata. Você vai pagar cerca de R$ 15,00 para meia hora e R$ 30,00 para uma hora relaxando!

Tenho certeza de que mudou seu destino, não é mesmo? Como não desejar conhecer um país como esse?

poradmintravel

Angra dos Reis | Sugestões para planejar a sua viagem

Para onde será sua próxima viagem? Se você permite uma sugestão, por que não optar pelo paraíso brasileiro de Angra dos Reis? Esse é um município do estado do Rio de Janeiro localizado ao Sul.

Ali, belezas naturais e atrações diversas são o que não falta. Mas é claro que antes de viajar para lá é preciso fazer um roteiro e ter em mente tudo o que você deseja conhecer, e também aonde vai se hospedar, certo?

E para lhe ajuda nesse planejamento, confira a seguir algumas dicas para elaborar o seu roteiro de viagem para Angra a fim de conhecer tudo o que essa bela cidade tem para lhe mostrar! Confira e anote aí!

Hospedagem

É claro que temos que começar por ela, afinal você precisa se estabelecer em algum lugar! Mas pode ficar tranquilo, porque há opções de pousadas e hotéis para todos os bolsos e gostos.

Econômico – para quem não quer gastar demais com a hospedagem a sugestão é ficar na Pousada Praia da Ribeira Clube, que fica na Praia da Ribeira; ou então na Pousada Sossego do Major, que fica na Praia da Biscaia.

Médio – Quem não está nem lá e nem cá, pode ficar num espaço com preço de valor médio na diária. As sugestões são a Casa do Bicho Preguiça, que fica na Estrada do Contorno, ou o Angra Beach Hotel, no Parque das Palmeiras.

Superior – Mas se você quiser tudo do bom e do melhor sem olhar para o preço, então, fique no Angra Boutique Hotel, localizado no Condomínio do Frade.

E agora que já demos entrada na hospedagem, que tal começar explorar a cidade? Veja só o que você pode fazer por lá!

1º Mergulhar

Com águas tão verdes e claras você não vai resistir e com certeza vai colocar sua máscara e snorkel para ver de perto os peixes, tartarugas, corais e outras formas de vida subaquática. Mas se quiser ir mais profundo, há muitos naufrágios para visitar na região. E os melhores locais para mergulho são as ilhas Sandri, Botinas e Comprida.

2º Fazer safari

Já que você chegou a Angra mesmo, que tal dar uma esticadinha de cerca de 47 km e fazer um safari em Mangaratiba? O Portobello Resort & Safari tem uma área de 300 mil m² que abriga animais da fauna do Brasil, da Europa e da África. São cerca de 500 deles para você conhecer em um passeio de picape em um trajeto que dura cerca de 1 hora e 20 minutos.

3º Passear de barco

É claro que você não vai embora de Angra dos Reis sem passear de barco pelas fabulosas ilhas, não é mesmo? São centenas delas que podem ser visitadas com embarcação alugada ou em escunas. E as paradas são sempre bem vindas para mergulhar com os peixes nas águas verdes.

4º Visitar o centro histórico

Embora seja um pouco congestionado, o centro histórico de Angra merece uma visita também. Ali há construções coloniais muito belas, como conventos, igrejas e espaços de cultura onde o turista pode ver documentos, imagens e obras de artistas da região, além de poder registrar belas vistas da cidade.

5º Badalar nas festas

Muitas festas acontecem nas altas estações de Angra dos Reis, mas a cada temporada elas mudam de endereço e vão para outra ilha. Há eventos de todos os tipos, daqueles que encerram a tarde e outros para dançar a madrugada toda. Basta escolher o seu preferido.

E você também pode fazer trilhas pela Ilha Grande, comprar frutos do mar frescos no mercado de peixes, conhecer gente jovem e bonita na Praia do Dentista e muito mais. Afinal, em Angra há atrações para todos. Então, deixe registrado como um de seus destinos, porque com certeza você não vai se arrepender!

 

poradmintravel

Pensando e viajar para o Tahiti? Descubra o que fazer por lá!

Você já imaginou como seria viajar para um lugar que parece estar em outro mundo? Um lugar que te faz fugir da realidade e te leva para uma dimensão onde somente há belezas e muita paz? Então você está sonhando com sua viagem para o Tahiti!

Essa belíssima ilha faz parte do território da Polinésia Francesa, que fica localizado dentro ada Polinésia. Ele é composto por 118 ilhas, que formam no total 5 arquipélagos, sendo Marquesas, Austral, Tuamotu, Gambier e Sociedade, sendo que neste último é onde está também a ilha do Tahiti.

E hoje vou contar para você o que fazer por lá, apresentando os pontos turísticos mais incríveis dessa ilha, que você não pode deixar de colocar em seu roteiro. Veja só quais são eles:

Parque Bougainville

O nome do parque é uma homenagem ao explorador Louis Antoine de Bougainville, ele foi um dos primeiros franceses a chegar ao Tahiti. No parque há uma estátua em sua homenagem e também muita sombra para fazer piquenique! A vegetação é exótica ali, sendo que este é um dos pontos mais belos da ilha, que se localiza em sua capital, Papeete.

Museu da Pérola Negra

Seu nome original é Musée de la Perle, e trata-se do único de Papeete. Seu tema central são as belíssimas pérolas negras, e o visitante poderá conhecer toda a questão mística que as envolve, afinal, essas joias já foram cobiçadas para serem utilizadas em cerimônias religiosas. Embora sejam raras, essas pérolas são muito encontradas por lá.

Papeno’o

Entre as muitas praias que você pode visitar no Tahiti, eu sugiro que você não deixe de fora da sua lista a Papeno’o. Isso porque o diferencial dela são as areias negras que a recobrem. Isso porque ela tem origem vulcânica. Ali também é o lugar ideal para surfistas pegarem boas ondas e ainda há a belíssima queda d’água que gera energia para abastecer toda a ilha.

Papeari

Essa é uma vila que está localizada na costa sul do Tahiti, e um ponto muito interessante para quem deseja belezas naturais e cultura num só lugar. Ali você poderá visitar a casa de Robert Keable, importante romancista britânico, e também o museu fundado no ano de 1927, em homenagem ao pintor francês Paul Gauguin.

Esse é um passeio imperdível para quem gosta de fazer caminhadas. Afinal, quem não gostaria de andar por entre as belezas do local que foi chamado por Robert Louis Stevenson de “jardim do mundo”? Essa vila se localiza a sudoeste do Tahiti e o turista pode se banhar na praia ou rio, além de apreciar belezas que encantam os olhos.

Parque Jacques Chirac

Antigamente esse parque tinha o nome de Place du 2 Juillet (Praça 2 de Julho), isso porque essa foi a data em que realizarem-se pela primeira vez testes nucleares no Oceano Pacífico Sul. Ali está um trabalho do artista local Eriki Marchand. São totens que simbolizam protestos contra os testes nucleares, que foram realizados na Polinésia Francesa por 30 anos.

Além do valor histórico, o parque também é repleto de belezas naturais e ainda oferece uma bela vista para o porto de Papeete.

Anotou? E saiba que há muito mais para conhecer no Tahiti e suas belas ilhas, então, vá com tempo e muita vontade de descobrir coisas novas!

poradmintravel

Turismo no Leste Europeu: 9 atrações que você precisa conhecer

Quem programa uma viagem pela Europa costuma colocar em seu roteiro os pontos mais tradicionais e conhecidos do Velho Continente. Porém, o turismo no Leste Europeu é algo que você não deve descartar da sua viagem.

O Leste Europeu é uma região enigmática e composta por países incríveis e belíssimos, que merecem uma parada para se admirar as belas construções e belezas naturais.

E para que você possa aproveitar essa viagem, que será inesquecível, preparamos uma lista com atrações imperdíveis no Leste da Europa. Continue lendo e anote aí para não esquecer de colocar no seu roteiro.

  1. Castelo de Bran, Transilvânia (Romênia)

Os romenos são pessoas acolhedoras e simpáticas que se assemelham muito aos povos latinos nesse quesito. Ali você encontra uma gastronomia peculiar e paisagens bucólicas. O Castelo de Bran, sua parada, foi inspirado pelo Conde Drácula.

  1. Parlamento Húngaro, Budapeste (Hungria)

A capital da Hungria possui uma beleza única, que é herança do império Austro-Húngaro. O Prédio do Parlamento possui uma arquitetura chamada de neogótica e fica as margens do Danúbio. É a maior construção da cidade.

  1. Cidade Velha, Cracóvia (Polônia)

A Cidade Velha possui diversas construções que datam do período medieval e muitas igrejas históricas. É rica culturalmente e a Polônia considerada como um dos países mais religiosos de todo o mundo.

  1. Parque Nacional dos Lagos de Plitvice (Croácia)

Recebeu o título de Patrimônio Natural pela UNESCO, e suas belas cachoeiras e lagos com paisagens paradisíacas explicam porquê. São 20 mil hectares de beleza exuberante que fazem com que seja impossível não ficar impressionado.

  1. Teatro Romano, Plovdiv (Bulgária)

A construção data do século II e ainda acontecem apresentações de arte ali, com danças típicas e também concertos. As entradas têm preços populares e o cenário é belíssimo, tanto ali como em toda a cidade de Plovdiv.

  1. Parque Nacional do Triglav (Eslovênia)

Na Eslovênia os casais apaixonados vão encontrar um clima bem romântico e próximo da natureza, com trilhas, parques e montanhas para serem explorados. E no Triglav é possível fazer belos registros a beira do lago Bohinj, que é um dos mais belos de toda a Europa.

  1. Catedral de Etchmiadzin, Vagharshapat (Armênia)

Essa parada é obrigatória para quem ama a história ou possui raízes cristãs. Isso porque essa é a catedral mais antiga do mundo, e que data do século V. É uma construção belíssima e bem conservada, que também é cartão postal do país.

  1. Cidade Fantasma de Pripyat e Usina de Chernobyl (Ucrânia)

Depois de ter sido o palco da maior tragédia nuclear da história, agora a região está liberada para turismo, porém, é preciso ter coragem e estômago forte para conseguir visitar um local que foi tragicamente e totalmente abandonado.

  1. Djavolja Varos, Cidade do Diabo (Sérvia)

O passado de guerra da Sérvia confere a ela uma paisagem interessante e por vezes assustadora. São muitas ruínas e ainda há formações naturais que criam um cenário curioso. As rochas de Djavolja Varos merecem destaque.

Anotou? Então agora é traçar o seu roteiro e conhecer o Leste Europeu e as belezas que essa região guarda sob seus ares misteriosos.

poradmintravel

Turismo no Norte do Brasil

Hoje quero mostrar para vocês sobre 5 parques nacionais incríveis para fazer turismo no Norte do Brasil. Confessos que é difícil dizer qual deles é o mais belo ou o mais interessante, porque cada um possui suas belezas e singularidades, que fazem com que todos sejam excelentes destinos. Na dúvida, a gente acaba visitando todos, não é mesmo?
Veja minhas sugestões para você que gosta de um turismo de aventura e próximo da natureza!

1 – Parque Nacional de Pacaás Novos
O turista vai encontra nesse parque mais 764 hectares de belezas naturais do bioma amazônico. É um lugar imenso onde há variedade de paisagens, porque o turista encontra cachoeiras, regiões de montanha, riachos e florestas densas. O parque abrange seis municípios e possui diversas espécies da flora e da fauna brasileiras, com destaque para as tartarugas na praia do Guaporé, os búfalos e as sucuris.

2 – Parque Nacional do Jaú
Esse é o único parque nacional que protege totalmente a bacia hidrográfica do Rio Jaú, que por si só é um espetáculo para o turista, com suas águas negras. Ele também possui uma formação geológica que chama a atenção por datar entre 500 e milhões de anos atrás.
Os sítios arqueológicos da região indicam que ali pode ter sido a morada dos primeiros humanos que habitaram a Terra. Os registros em pedras é que promove essa teoria, e por isso, o parque é tombado como Patrimônio Mundial Natural e como Reserva da Biosfera, pela Organização das Nações Unidas (ONU).

3 – Parque Nacional Pico da Neblina
Já na divisa com a Venezuela temos esse belo parque nacional, onde o turista pode encontrar as duas montanhas mais altas do país, que são a 31 de março e o Pico da Neblina. Para os amantes do trekking, a caminhada até o Pico da Neblina leva de 4 a 5 dias. Porém, antes de se aventurar ali é preciso saber que é necessário a autorização do Instituto Chico Mendes e ainda ter o acompanhamento de um guia.

4 – Parque Nacional da Amazônia
Localizado no Oeste do estado do Pará, esse parque é responsável por proteger várias nascentes dos rios Amazonas e Tapajós. Nesse local também habitam diversas espécies que já estão ameaçadas de extinção, como a anta, a onça-pintada e a arara-juba. Para chegar ao parque é possível viajar de barco, avião ou ônibus.

5 – Parque Nacional Serra do Divisor
É considerado como o local onde existe a maior biodiversidade da Amazônia, entre espécies da fauna e da flora. É uma área de transição entre as terras baixas da Amazônia e os altos picos das montanhas andinas. Ali também habitam diversas populações indígenas e gerações de seringueiros. Existem muitas belezas naturais, cachoeiras belíssimas, locais para passeio de barco e trilhas a pé.

E agora, qual deles você visitar? Na dúvida, coloque todos em seu roteiro e aproveite todas as opções que o turismo no Norte do Brasil pode proporcionar para você! Eu garanto que são belezas naturais e aventuras inesquecíveis.

poradmintravel

Conheça 5 destinos inesquecíveis para Viagens de Lua de mel

As viagens de lua de mel não podem ser comparadas com um passeio de final de semana, não é mesmo? Porque elas precisam ser especiais, marcantes e lindamente inesquecíveis. E embora existam muitos destinos belíssimos para conhecermos, alguns são ideais para os recém-casados.

Que tal conferir algumas dicas de destinos para viagens de lua de mel? Continue lendo e descubra onde o romance está no ar!

  1. Ilhas Maldivas

O arquipélago é composto por mais de 1.000 ilhas onde o casal vai encontrar águas tranquilas e de um azul belíssimo. Isso sem falar de todo o romantismo de hotéis luxuosos que fazem o passeio parecer um sonho.

As Ilhas Maldivas estão localizadas no Oceano Índico, e englobam a Ásia, o Sudoeste do Sri Lanka e da índia. O melhor é visitar entre novembro e março, quando é época de seca por lá.

  1. Gramado

E porque sair do Brasil se por aqui também temos lugares belíssimos para viagens de lua de mel? Gramado é um excelente destino e muito procurado por casais. Localizada na Serra gaúcha, a cidade tem belezas naturais exuberantes e carrega a arquitetura europeia.

O roteiro gastronômico é maravilhoso, e sem falar que os amantes do frio podem desfrutar das baixas temperaturas e viver num pedacinho da Europa no Brasil se optarem em ir para lá nos meses de inverno.

  1. Campos do Jordão

Esse é mais um destino romântico para quem deseja ficar no Brasil e curtir os ares da Europa em solo nacional. A belíssima Campos do Jordão está localizada no estado de São Paulo, e é conhecida como a Suíça dos brasileiros.

Belezas naturais, charme, roteiro gastronômico rico e muito romantismo. Localizada em meio a serra paulista, a cidade do interior é uma opção interessante para quem deseja encontrar de tudo numa cidade pequena, mas super badalada.

  1. Bariloche

A argentina não tem apenas Buenos Aires como um ótimo destino para casais. A cidade de Bariloche também é uma opção muito interessante e romântica que durante o inverno é convidativa para ficar a dois saboreando um founde, um vinho e ao calor de uma lareira ou piscina aquecida.

E para quem deseja as belezas naturais em suas recordações, as montanhas nevadas, os lagos azuis e ainda a arquitetura com estilo alpino complementam o passeio e o romantismo.

  1. Grécia

Esse é um destino inesquecível para todo viajante, e com certeza você vai querer voltar se for para lá. Muita cultura, uma história rica, belezas naturais, uma arquitetura única e super hotéis são pouco para descrever esse país.

Se essa for a sua opção, não deixe de visitar as ilhas Mykonos, que tem o clima perfeito para um casal apaixonado, e a ilha Santorini, um lugar que tem tudo para ser classificado como o mais romântico de todos.

E agora, para onde você vai? Se ficar na dúvida, porque não fazer uma segunda, terceira, quarta e quantas luas de mel você quiser!

poradmintravel

Minha viagem para Patagônia

Em minhas viagens pelo mundo um dos lugares inesquecíveis que visitei foi a Patagônia. Ainda há quem acredite que ali o turista não tem muito o que ver, mas quem pensa assim está muito enganado. A Patagônia é um lugar que possui muitas belezas naturais.

É por isso que está entre os destinos preferidos dos brasileiros e turistas do mundo todo. Posso dizer que foi uma experiência única. Já que pude ver de perto paisagens incríveis e que estão em um lugar isolado de tudo.

E hoje eu vou contar para você como foi essa viagem, os lugares que conheci e as belezas que esse lugar esconde. Vem comigo!

Desbravando a Patagônia

Para quem deseja frio congelante o inverno da Patagônia é o período certo para ir lá. Mas se você quiser tranquilidade para aproveitar tudo, é preferível ir durante os meses de dezembro até abril, quando todas as atrações estão disponíveis, mas as nevascas não atrapalham em nada.

Ushuaia

Ushuaia

Você vai voar para lá, mas os seus destinos podem ser feitos todos de ônibus, como eu fiz. E para começar parti de Ushuaia, que merece pelo menos uns 5 dias inteiros para conhecer todas as belezas.

Ali há praças, museus e parques, que eu percorri a pé mesmo, para conhecer melhor cada detalhe. Você também pode viajar com agências que programam passeios pela região, mas pesquise bem antes de fechar pacotes para não perder nada.

Eu visitei muitos lugares e recomendo que você também visite o Parque Nacional Tierra del Fuego, Glaciar Martial, o Canal Beagle e a Isla Martillo (Pinguinera). É claro que ainda há muito outros e só depende do seu orçamento e tempo para conhecer cada um.

Parque Nacional Torres del Paine

Um lugar longe, mas que valeu muito a pena, foi o Parque Nacional Torres del Paine, que fica no Chile. Mas já tenha certeza de que você vai perder quase todo o dia para fazer o trajeto até lá.

É possível conhecer o parque em um dia, e compensa ir com uma agência, porque então você terá transporte de ida e volta e ainda fará o passeio em uma van, com paradas estratégicas para fotografias e caminhadas.

Também pode ser feito por trekking, e aí você não precisa de agência. Mas o circuito dura dias e o mais tradicional é o W, mas também há o O, que assim como o outro é bem completo e dura 7 dias.

Parque Nacional los Glaciares, em El Calafate

Essa é uma atração que eu recomendo que você não deixe de conhecer. E ali fica a imponente geleira Glaciar Perito Moreno. Ela é considerada como uma das mais importantes reservas de água doce do mundo.

Está localizada em El Calafate, mais um lugar que visitei, e que além desse Parque traz outras atrações, como Glaciarium, que é um bar e museu de gelo. Além disso, tem também a Laguna Nimez, que também rende belas recordações e registros muito bonitos.

El Chatén

O último lugar que visitei na Patagônia foi o povoado de El Chaltén, que fica localizado dentro do Parque Nacional. Ali vivem apenas 600 habitantes, e não é muito longe de chegar, porque está apenas a 3 horas de El Calafate.

Ali sim eu consegui encontrar belos lugares para praticar trekking, afinal, El Cahtén é considerada a capital mundial dessa prática. Ela tem inúmeras opções e a grande maioria é de graça.

Além disso, você consegue fazer muitas delas em apenas um dia também, e eu recomendo aquelas que são mais procuradas e que fiz quando visitei o povoado, que são aquelas que levam até Cerro torre e a Cerro Fitz. Eu reservei 3 dias para conhecer El Chatén e foram muito bem aproveitados!

Bem, foi isso! Muitos lugares visitados, belas paisagens e memórias que vão ficar pra sempre. A Patagônia é um roteiro que vale a pena, e se você tiver a oportunidade, visite. Há muito o que conhecer por lá.